6 novembro 16

Churros, pudins e limonadas conquistam público do festival

Quem vem para o Chapa Quente, maior festival de hambúrguer do mundo, que ocorre neste fim de semana de 5 e 6 de novembro, no Jockey Club de São Paulo, já imagina as dezenas de food trucks e barracas de burger à disposição. Mas nem sempre sabe que encontrará também participantes especializados em cannoli, o tradicional doce italiano, pudins de vários tipos, os franceses macarons, churros e brigadeiros. Nada que faça os vendedores destas barracas se sentirem um peixe fora d’água. Pelo contrário.

Ricardo Matsukawa/ UOL Burger Fest

Take Cannolis, uma das opções de sobremesas do Chapa Quente 2016

Neste domingo, 6 de novembro, o sol saiu no Jockey Club e a barraca de limonada fez tanto sucesso que o suco até acabou antes do fim do evento. “A gente não estava esperando tanta gente”, diz Anderson Andrade, se esforçando para atender todo mundo.

Ricardo Matsukawa/ UOL Burger Fest

The Lemonator, um dos grandes sucessos do Chapa Quente 2016 com suas limonadas

Na bike de café, Roark Stuart se sentia confiante no meio do mundo dos hambúrgueres. “Viemos porque o público das outras edições pediu. Mesmo num dia quente, o café sempre faz sucesso”, diz. “Temos o atrativo também de vender um café orgânico, que nós mesmos plantamos, sem agrotóxicos, e isso chama atenção”, explica.

Ricardo Matsukawa/ UOL Burger Fest

Cafés filtrados e espressos de qualidade do Bike Café no Chapa Quente 2016

“É difícil competir com hambúrguer, ainda mais com tantos lanches gostosos”, brinca Lise Santana, do D’Macaron. Mas não é um problema para os biscoitos franceses: “Um doce depois do salgado sempre cai bem. E muita gente aproveita para levar pra casa”.

Ricardo Matsukawa/ UOL Burger Fest

D’Macaron, docinho francês no Chapa Quente 2016

Milton Saia, do Churros Tentação, concorda que, em terra de hambúrgueres, os doces também têm espaço: “É legal porque, como tem muito lanche, a gente se destaca”.