8 dezembro 16

Aprenda a fazer um ketchup de food truck na sua casa

O ketchup no hambúrguer é coisa séria. E não é só a tradição que faz dessa combinação algo tão gostoso: os sabores do molho completam as características da carne e tudo junto fica perfeito. “A doçura e acidez do ketchup casam perfeitamente com os sabores intensos e a gordura da carne e do queijo”, explica Leonardo Bevilacqua, chef do Strada Food Truck, de São Paulo, que participou da edição 2016 do Festival Chapa Quente. E o cozinheiro fala com conhecimento de causa, já que serve um ketchup artesanal nos sanduíches do caminhão de hambúrgueres que comanda ao lado de sua noiva, Gabriela Rocha.

Justamente por isso, pegamos com ele algumas dicas – e uma receita – para quem quiser fazer um ketchup digno de grandes hamburguerias e food trucks do Brasil. Mãos à obra!

Quer ir direto para a receita? Clique aqui e veja o passo-a-passo para um ketchup caseiro.

ESCOLHA BEM OS INGREDIENTES

Fernando Moraes/ UOL Burger Fest

Tomates bem maduros emprestam sua doçura ao ketchup e criam uma combinação perfeita com a carne do hambúrguer

O mais básico de tudo é a escolha dos tomates. Tome cuidado para selecionar os mais frescos e sem machucados ou amassados na parte externa. Quanto ao sabor, Bevilacqua explica que os mais maduros dão um resultado melhor. “Buscamos os mais maduros pois eles têm uma doçura acentuada, que deixa o molho mais gostoso”, diz.

Conhecer a procedência do produto também ajuda a ter sempre bons tomates com que se trabalhar. “A dica é sempre procurar por produtos de qualidade, em perfeitas condições. No nosso caso, gostamos de comprar principalmente nas feiras, por terem produtos mais frescos”, conclui o chef.

DESCASCAR OU NÃO DESCASCAR?

Fernando Moraes/ UOL Burger Fest

Usar os tomates com casca deixa o resultado final com um estilo mais rústico

Antes de bater no liquidificador, é importante decidir se você vai ou não retirar a casca dos tomates. A escolha é uma questão de gosto, mas a diferença fica por conta da textura do produto final. Com a casca, o resultado tende a ser mais rústico e com pedacinhos. Se preferir um molho mais fino, é melhor usar o produto sem casca.

DEPOIS DE PRONTO

Armazenar o ketchup exige alguns cuidados. O molho deve sempre ser guardado em um recipiente de vidro esterilizado, para que ele dure bastante.

O preparo do pote não é complicado: depois de lavar os vidros com detergente neutro e água, coloque-os em uma assadeira com a boca para cima junto com as tampas. Leve-os ao forno baixo (a 110º), por cerca de dez minutos. A temperatura não pode ser mais alta pois o vidro pode rachar com o calor em excesso.

O último detalhe é tomar cuidado com a temperatura do próprio molho ao colocar no pote. “Caso vá preencher o pote com o molho ainda quente, faça isso enquanto o vidro ainda estiver aquecido, para evitar um choque térmico. Da mesma forma, se for guardar depois de frio, deixe que o vidro também esfrie”, explica Bevilacqua.

QUANTO TEMPO DURA?

Fernando Moraes/ UOL Burger Fest

Cuidado com a temperatura do ketchup na hora de guardá-lo no vidro. Se o molho estiver quente, use um pote também ainda quente, para evitar choques térmicos

De acordo com Bevillacqua, é importante guardar o ketchup pronto na geladeira. “Como não tem nenhum tipo de conservante artificial, ele dura até duas semanas”, afirma.

Para saber onde o Strada vai estar e experimentar seus hambúrgueres exclusivos, acompanhe as redes sociais do truck clicando aqui.