14 novembro 16

George Motz, o “papa” do hambúrguer, lança novo livro esta semana no Brasil

Neste mês de novembro, os apreciadores de hambúrguer – além de poder provar as novidades do Roteiro UOL Burger Fest, que vai até dia 27, com mais de 120 casas participantes – também poderão conhecer pessoalmente o norte-americano George Motz, especialista nesse clássico sanduíche de seu país.

Escritor e cineasta, Motz vem se dedicando ao tema há anos, e já está no terceiro livro publicado. É idealizador do documentário Hamburger America, de 2005. O lançamento de sua obra mais recente ocorrerá durante a passagem dele pelo Brasil, entre os dias 16 e 19 deste mês. O livro “Great American Burger Book: How to Make Authentic Regional Hamburgers at Home” fala sobre o tema favorito de Motz, os sanduíches regionais dos Estados Unidos. Quem recebe o autor para o lançamento é a hamburgueria The Burger Map, em Santo André (SP), a partir das 20 horas de quarta-feira, 16 de novembro. A casa é conhecida por oferecer um menu focado em receitas garimpadas em diversas cidades norte-americanas.

Além do livro, Motz dará uma palestra na Universidade Anhembi Morumbi na quinta-feira, 17 de novembro, das 15h às 17h, para falar sobre o tema da regionalidade dos hambúrgueres. O autor é conhecido por viajar não só pelos Estados Unidos, mas também por diversos países do mundo, em busca de receitas tradicionais do sanduíche. O evento é gratuito e terá 400 vagas disponíveis aos interessados. No mesmo dia, Motz ministrará um workshop na The Burger Map, das 19h às 22h, ao lado dos sócios da hamburgueria, Marcos Fernandes, o Kiko, e Fábio, o Bito. No workshop, o trio ensinará o preparo de cinco hambúrgueres clássicos. O evento interativo tem apenas 16 vagas, a R$ 460 por pessoa. O ingresso pode ser adquirido no site: foodpass.com.br/georgemotz.

No sábado, 19 de novembro, a partir das 12h, Motz estará na Cervejaria Premium Paulista, fábrica da Cerveja Madalena, em Santo André. Lá, o especialista fará quatro tipos de burger para harmonizar com os estilos de cervejas e chope da casa. O evento é aberto ao público e custa R$ 50 o primeiro lote, R$ 60 o segundo lote e R$ 70 o terceiro lote. Os ingressos, destinados para um público de 1.200 pessoas, podem ser adquiridos pelo site: sympla.com.br/george-motz-burger–brew-day__96756 e dão direito a um hambúrguer e uma caneca com chope Madalena.

Divulgação

George Motz, especialista norte-americano em hambúrguer

Antes de sua chegada ao Brasil, George Motz nos concedeu uma entrevista exclusiva, por e-mail, em que fala de sua paixão pelo hambúrguer e enumera o que não pode faltar no sanduíche ideal. Confira:

O sr. tem livros, documentário e dá cursos sobre como fazer um autêntico hambúrguer. Quais as diferenças entre um burger tradicional, autêntico, e as invencionices?
Venho estudando os hambúrgueres regionais nos Estados Unidos há anos, tentando decifrar o que torna um burger específico de cada região. O “Slugburger”, por exemplo, nasceu durante tempos de dificuldades no Sul rural norte-americano. Por ali, era comum adicionar-se farinha de rosca ou farelo de soja para a carne render mais. Esse estilo de fazer hambúrguer curiosamente ainda existe no lugar em que foi inventado, há 90 anos! Um outro exemplo de “autenticidade” seria o Hawaiian burger (com fatias de abacaxi) – que, na verdade, foi inventado no Canadá!

O sr. costuma dar aulas sobre como fazer um hambúrguer ideal. O que não pode faltar?
Um hambúrguer precisa de três coisas para ser perfeito: ingredientes frescos, preparo simples e confiança.

Cineasta, escritor e especialista em hambúrguer. De onde surgiu esse interesse? O que lhe chama atenção nesta receita relativamente simples?
Minha especialização em hambúrguer ocorreu por acaso, na verdade. Eu estava pesquisando um assunto para um documentário e percebi que, até 2004, ninguém tinha feito um filme sobre hambúrguer ainda. Então, fui o pioneiro nisso. E, depois do lançamento, várias vezes a mídia já me entrevistou sobre esse tema. Agora, depois de três livros, um programa de TV e intensos anos de pesquisa eu finalmente posso dizer que sei bastante sobre hambúrguer!

Depois de rodar todas as regiões dos Estados Unidos para pesquisar hambúrgueres, o sr. já tem um tipo de combinação preferida? Qual a sua hamburgueria favorita?
Não posso dizer que tenho um favorito porque as coisas mudam e é difícil escolher só um sanduíche. Porém, eu gosto bastante dos hambúrgueres originais norte-americanos, aqueles que vêm sendo feitos da mesma forma há mais de cem anos. Em geral, prefiro os burgers menores e mais simples, servidos apenas com picles, mostarda e cebola.

Neste mês, temos o UOL Burger Fest no Brasil, um roteiro com diversas hamburguerias participando. Você conhece o hambúrguer e a comida brasileiros? Qual sua impressão?
Tudo o que eu conheço de comida brasileira é feijoada, e eu adoro! Mas estou aberto às novidades que São Paulo tem a me mostrar. E eu estou sempre com fome.

Divulgação

George Motz dedica-se a pesquisar os burgers regionais dos EUA e do mundo

The Burger Map

Rua das Aroeiras, 442, Jardim, Santo André (SP)
http://theburgermap.com.br/

Universidade Anhembi Morumbi

Rua Casa do Ator, 275, Vila Olímpia, São Paulo (SP)
portal.anhembi.br/

Cervejaria Premium Paulista

Rua Araçatuba, 137, Santa Maria, Santo André (SP)
cervejariapremiumpaulista.com.br/